Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Geon Tavares
Autarca
MENSAGENS : 290

REPUTAÇÃO : 399

http://www.semperviri.com

[TEXTO] O Homem singular

em 28/12/2017, 08:50
Reputação da mensagem: 100% (3 votos)
Se reerguendo depois de uma queda
Semper Viri, irmãos.

Estive no último mês um pouco mais ausente que o normal. Apesar das festividades do fim de ano, minha ausência se deve por assuntos pessoais que me fizeram optar por esse assunto que, humildemente, começo a dissertar. Felizmente, escrevo essa síntese que por via de dúvidas, me ajudará tanto quanto aqueles que precisam de um caminho após uma eventual queda que todo homem sofre em alguma parte da vida. Com receio fico daqueles que nunca provaram tais experiências, pois só os que não arriscam ou tentam não conhecem o sabor da derrota e o que aprendemos depois dela. Essa experiência que em sua totalidade é ruim, mas nos nutre com conhecimentos eternos que nos engrandecem e nos aprimoram para ser alguém melhor, mais forte e capaz. O homem assim como o animal, se amadurece com a soma dessas experiências que determinam se somos fortes, fracos, corajosos ou covardes. Ao animal resta apenas os instintos, mas nossas emoções, sentimentos e personalidade formam algo muito mais profundo do que meros instintos animalescos. Qual é caráter de um homem frente ao abismo, após a sua queda e depois se reerguer? Não compremos o que os vendedores de uma autoajuda barata vendem. Não se limitem sendo aquilo que somos, sonhamos ou fizemos para melhorar após uma queda. Isso não é sobre permanecer com um sorriso no rosto, e tentar no dia seguinte. Não é sobre uma falha na carreira profissional, um término de relacionamento, uma demissão ou perda de um familiar. Não é sobre as coisas que nos rodeiam e sim sobre o que somos, em espírito e o que construímos ao redor de toda uma vida de sonhos e esperanças não terminadas.

Considero-me um adepto do laconismo. Aos que não conhecem o termo, resumidamente significar ser um homem de poucas palavras, sucinto, simples e direto. Não sou e nunca fui um homem grosso, ríspido, esnobe ou qualquer outro tipo de malesa que possa envolver o homem de poucas palavras. Mas o que pude aprender com a vida, seja com minhas experiências, leituras e conhecimentos, é que as vezes tentamos ser algo que não conhecemos completamente. Conhecimentos que ainda são recém adquiridos ou que precisam de algo a mais para que isso acabe passando uma sensação de superioridade, ou de reconhecimento que nos transcende como superiores. A prepotência do homem frente ao outro é a falta de um caráter? As sensações e sentimentos que nos florescem devem ser compartilhados? Sim, é claro, principalmente com quem amamos, nutrimos respeito e admiração. Mas a humildade, acima de tudo, é um valor a ser estimulado? Corrigimos os enganadores, desmentimos os caluniadores, renegamos os renegam a verdade, mas e o nosso convívio, nosso cotidiano, nossos próximos? Expomos uma visão de que acabamos por vezes a nos transformar em algo que se analisássemos por fora, condenaríamos tamanha prepotência. Restou ao homens o desejo de subir na hierarquia social. O que não deixa de ser algo válido. Queremos ascender a algo justo, e ser merecedor de um status de bons adjetivos, a modéstia parte, mas nosso vínculo ao ponto de partida é um conhecimento tão profundo quanto a chegada merecida ao final de uma longa jornada de aprendizados e perigos. Acredito que coube aos homens um anseio de superioridades, mas o que fomos levados a crer que o único caminho que levasse a vitória fosse a única explicação necessária para justificar todos nossos atos acaba se transformando em uma grande e colossal hipocrisia. Converso com muitos irmãos e membros que me acompanharam ao longo da jornada desse grande projeto. Infelizmente, nunca me restou tempo para que pudesse dedicar-me a responder a todos, mas é gratificante perceber o progresso dos senhores e de perceberem o meu progresso ao longo desses anos. Feliz sou eu de ser reconhecido por isso e felizes sejam vocês por terem crescido como homens.

Devemos ser homens simples que acima de qualquer coisa, luta pela a verdade e nada mais que isso. Que nossos desejos mundanos não ofusquem nossos anseios pela a verdade e nada mais e nada menos que a pura verdade. Porque, se acreditamos que podemos alcançar uma paz de espírito, um conhecimento que nos engradeça, podemos também considerar que nosso papel aqui, em vida, envolve não só um egocentrismo fútil, mas responsabilidades que permeiam foram disso. Seja a família, seus amigos, seus compatriotas...
Então não esqueças de sua origem, nem daquilo que te importa. As quedas, derrotas, perdas, restam no começo apenas o lamento, o silêncio, as poucas palavras, o laconismo. Porque quando vivemos uma vida completa, em plenitude, em harmonia, podemos perceber que os problemas aparecem, mas não pesam, surgem e não incomodam. Só quando aprendemos a levar nossos problemas não como um beco sem saída e sim como um novo aprendizado, poderemos transcender para uma tranquilidade de espírito e felicidade mesmo estando em meio ao inferno.

Por Geon Tavares


Última edição por Geon Tavares em 31/12/2017, 08:49, editado 1 vez(es)
avatar
PhilMG
MENSAGENS : 6

REPUTAÇÃO : 2

Re: [TEXTO] O Homem singular

em 28/12/2017, 16:21
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ser um homem de poucas palavras, sucinto, simples e direto. Laconismo!
Pra quem não sabe, herança cultural dos espartanos!!
O cruel sobrevive, o resto vai pra cova.
Terror e dor é o que faz um homem forte. Nada mais ridículo do que um homem falador.

______________________________________________________

"Minhas derrotas são o meu eterno aprendizado"
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum