Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Geon Tavares
Autarca
MENSAGENS : 291

REPUTAÇÃO : 399

http://www.semperviri.com

Ser o que somos nos tempos atuais

em 17/5/2017, 18:17
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)


“Aos incultos, o destino prevalece como uma inóspita razão das coisas que o rodeiam, como também ao não entendimento delas em forma de alegria.”

A dúvida moral se emerge da ausência de caráter que ao ponto em que concluímos ações e nos vemos isentos das perversidades por puro egocentrismo vil, imaginamos livres das penas e pesos que seriam aplicadas em nossa consciência se assim tivéssemos feito quando doutrinados e moralizados da maneira correta. Aqueles que são corrompidos e com um passado negro, terão que percorrer uma longa estrada de autoconhecimento para ao fim viver toda uma vida de arrependimentos e infelicidades. Que da tristeza inerte, se faça a justiça, e da culpa incessante, faça os justos caminharem em harmonia. Talvez por arrependimentos passados deixamos em branco a tal vontade de querer mudar, pois o peso na consciência é uma corrente que o aprisiona num marasmo sem fim e sem saída.

Sejamos guerreiros e dispensáveis. Acham que agir como homem é algo ruim, uma cobrança artificial e que provoca todo tipo de mal estar; Os libertinos não sabem que essa é a maior realização que um homem pode ter: agir de acordo com a ordem natural, e que isso não é algo relativo; é algo biológico imposto pela natureza ao longo dos milênios, um comportamento refinado pela seleção natural que nós faz querer ser assim e que é isso que nos deixa satisfeitos. Coragem, Força, Destreza e Honra essas são as qualidades que te deixam viril, másculo independente de que sociedade humana e de que época você analise. Já estrogenização do homem, a castração psicológica do mesmo é o que tem feito os homens ficarem sem rumo, com depressão e etc.

A mentalidade individualista “cada um faz o que quiser” é uma das causas para essa inversão de valores. Um disparate em todos os níveis. Um ataque as grandes instituições que preservaram nossos valores por toda a história da humanidade em prol de condicionar a juventude e toda a sociedade em arquétipos que estimulassem a verdadeira arte, beleza e os mais altos níveis de disciplina e responsabilidade moral. Qualquer sociedade que experimentou essas libertinagens ruiu por sociedades aristocráticas firmes com suas instituições. E o que aconteceu no passado acontecerá com o ocidente de hoje, e que está chegando em seu declínio evidente.

Pensemos como homens guerreiros como devemos ser, lutando e absorvendo as estocadas da vida em nossos corações. A guerra, ora amada e romantizada, és o que devemos odiar, e remediar para a paz, porém o pacifismo vil não protege, apenas assola e dá liberdade aos algozes do mundo que continuarão agindo em prol de seus interesses. Se a guerra vier, que a amemos, e quando a terminarmos, a lamentemos. Somos frutos daquilo que sabemos fazer de melhor, pois a não aniquilação e a perpetuação de nossa mente nesse mundo é o nosso legado, e que não fica limitado aos atos de perpetuação por procriação, mas sim o nosso dever inerente de não só cuidar que nossa vida continue aqui na terra, mas que seja continuado mundo afora.

Quando me perguntam sobre quais caminhos os homens devem trilhar, reparo que nem mesmo eu realizo esse caminho. Pois o caminho idealizado por nossas mentes sempre será diferente do que de fato ocorrerá. Se me perguntarem se estou onde eu queria estar, direi que não. Criamos planos e mais planos por gozarmos do ego, que cria um futuro fantasioso hiperbolizado que não remete a realidade e nunca remeterá. Existem os pessimistas que criam sempre cenários negativos, por hora, digo que não é benéfico, mas devo admitir que os pessimistas são mais bem recompensados quando algo dá certo. A sensação de vitória é dobrada.

“Eu sempre me preparo para o fracasso e acabo surpreendido pelo sucesso.” – Steven Spielberg”



Um legado não se constrói com uma vitória, e sim com a soma delas. E isso determina sua vida, a soma da suas vitórias, a maneira que você absorve ela e a maneira que você responde as suas derrotas.  Veja como existem mais chances de ser um derrotado do que vencer na vida.  Você precisa superar as derrotas, não deixar de entrar na zona de conforto e vencer as batalhas da sua vida. A maioria desiste ou perde em alguma dessas fases. Mas o digno que persiste, supera todas essas barreiras e se consagra como um Homem. Faz jus ao nosso lema. “SEMPER VIRI”

Os desejos

Quando falo em desejo, refiro-me aos conceitos pré-definidos por Jung no que diz respeito aos desejos carnais. Ora, sejamos puros ou impuros por mera condição de valores. O que tínhamos que ser para servir de exemplo não tem validez nos tempos atuais. Os homens que anseiam pela a moralidade e não ao hedonismo são cometidos pelo vexame social exatamente por não compactuarem com as mulheres fáceis de hoje em dia.  Com a queda da valor do sexo por conta da liberdade sexual das mulheres, que agora não exigem grande esforço e sim uma mera formalidade contextual em forma de flerte, e não quando nem isso é necessário, o homem que busca uma mulher centrada nos seus princípios terá dificuldade em encontrar uma que atenda tais requisitos, porém terá a facilidade de encontrar uma parceira a longo prazo se assim quiser. A verdade é que os homens não querem casar e nem as mulheres também em partes, mas só em uma certa idade. As mulheres já vividas e dedicadas ao hedonismo, já não anseiam por novas aventuras sexuais. Elas já o praticaram o bastante. As tais aventuras realizadas com homens que também queriam as mesmas aventuras de sexos casuais e descompromissados seguiram a ideia do curto prazo e não se importam com o longo prazo. Homens que realizaram tais atos podem se envergonhar, assim como desejarem mudar, como eu mesmo mudei, pois de uns anos para cá, gosto de me definir como um novo homem frente aos erros e experiências passadas nessa área. Os arrependimentos aqui adquiridos me ajudaram e me direcionar a um novo caminho.

Esta obra fala por si só.

Gosto de crer que apesar de tudo, em algumas circunstâncias, temos uma segunda chance para mudar o mundo. As mulheres jogaram seu valor social no lixo, quando eram procuradas, exaltadas e amadas por sua promessa de casamento a longo prazo e filhos em troca de “sexo”, lamentavelmente elas se tornaram fáceis. Tive minhas experiências, e quando agindo de forma correta, a facilidade em copular era instantânea. Acredito que hoje seja até mais fácil que ontem, e qualquer um consegue facilmente se de ferramentas e aplicativos como Tinder para este fim. Experimentei nessas experiência um prazer vil, que pouco me acrescentou como homem. A estigma do homem reprodutor existe, como uma cultura em busca da perpetuação do povo e cultura e não como um mero hedonista do sexo, mesmo quando isso é justamente o praticável em forma de marginalidade cultural. Mas a banalização do sexo chegou forte em minha consciência e nada mais ali tinha valor. Existem aqueles que amam e desejam essa vida de prazeres, mas ela não é para mim, e se você anseia por essa vida de prazeres, renegue-se enquanto a tempo, ao menos parta do princípio de não iludir para conseguir sexo. Acrescente algum valor em sua ações. As mulheres da geração atual que possuem péssimas experiências com homens acabam se tornando desiludidas e se apoiando em ideologias imbecis, como feminismo, por exemplo.

O tempo e o amanhã


A dura prova do tempo não mede esforços. Seja no amor, no físico e nos conhecimento indesejáveis. O tempo liga os arrependimentos e aprendizagens como linha ténue que embora não se encontrem, são próximas amigas. A imagem do jovem insolente é o que classificamos como amadorismo e indisciplina. Aquele que nutre disciplina e as virtudes da paciência e obediência, coisas que aprendemos apenas com o tempo, não importando o quanto para alcançar isso são o que transforma o homem no ser superior. O insolente não reflete e age, o homem age quando é preciso apenas. Os anseios dos jovens são sempre movidos de ações sentimentais que não calculam os reveses e efeitos de tais atitudes. E não falta provas para isso, criminosos jovens tendem a ser os mais violentos e implacáveis, quando criminosos adultos são mais pé no chão, antes de realizar algum ato criminoso, principalmente quando falamos das facções de favela com o tráfico, por exemplo. A experiência cria disciplina.




Sem propósito, a vida segue a ritmo incerto, completamente a mercê do externo. Não será você o guiador da sua vida e sim o mundo em sua volta que ditará os caminhos que percorrerá. Isso é perigoso e corrosivo, visto que o homem é intrinsecamente “mau” e ser “bom” necessita de doutrinação. Tal doutrinação precisa ser reciclada diariamente. Doutrinação que precisa de controle e idealismo(propósito)para guiar-te de maneira natural em meio a esse mundo. Erros são cometidos, arrependimentos ficarão marcados, porém, podemos nos redimir e seguir o caminho belo e sábio mais uma vez. Ser humilde, bom, honrado, tais coisas são inócuas, e consequentemente, vitais para a vida de um homem.

A chamada “Missão moral” do homem abrange o que? Quais sabedorias são necessárias? É simples. A perpetuição da sua cultura, preservação da sua família/sangue e a defesa da mesma. “Procriar, proteger e Prover” como diria Brett Mckay.

Essa linha de pensamento foi completamente trucidade com o modernismo. Quem atualmente liga para responsabilidades morais? Ficamos cegos pelo o desejo de vícios. Sair com mulheres, desfrutar de prazeres viciosos e hobbys procrastinadores. A essência do homem foi capado e cabe aos homens o resgate do mesmo.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum